Qual a diferença entre ações ordinárias e preferenciais?

Diferença entre ações ordinárias e preferenciais
beegin -invista em startups

Investir na bolsa de valores é o objetivo de muitos investidores que já adquiriram alguma experiência e estão pensando em diversificar. Mas, na hora de começar, como escolher entre ações ordinárias e preferenciais? Essa é uma dúvida muito comum. 

As ações ordinárias são aquelas que oferecem direito de voto e participação nas assembleias da empresa. Já as ações preferenciais pagam os dividendos primeiro. Essas são algumas das diferenças. 

É importante conhecer bem cada uma delas para entender qual faz mais sentido para a carteira de investimentos e também combina melhor com o perfil de investidor

O que são ações ordinárias? 

As ações ordinárias (ON) são conhecidas por permitir ao acionista o direito a voto e também participação nas assembleias da empresa. Ou seja, quanto maior a quantidade de ações o investidor tem, mais poder de voto é garantido. 

Na bolsa de valores, os códigos das ações ordinárias são representados pelo número 3 ao final do ticker. Alguns exemplos ações de empresas que fazem parte do índice Ibovespa: 

  • PETR3 – Petrobrás
  • VALE3 – Vale
  • MGLU3 – Magazine Luiza
  • EMBR3 – Embraer

Além disso, no caso das ações ordinárias existe a garantia de proteção aos sócios minoritários. Nesse caso, quando há a troca de gestão ou controle da empresa, o investidor pode vender suas ações por 80% do valor de mercado atual, ou seja, minimiza possíveis perdas na operação. Esse direito é conhecido como tag along

O que são ações preferenciais? 

As ações preferenciais (PN), como o próprio nome diz, oferecem preferência na hora do pagamento de dividendos. Ou seja, ao distribuir os lucros entre os acionistas, a empresa paga primeiro aqueles que são detentores de ações preferenciais. 

Para identificar as ações preferenciais na bolsa de valores, é só procurar pelos tickers que apresentam o número 4 no final. Alguns exemplos são: 

  • PETR4 – Petrobrás
  • BBDC4 – Bradesco
  • VALE4 – Vale

Além da preferência no pagamento dos dividendos, a ação preferencial também oferece ao investidor a preferência de pagamento no caso de liquidação da empresa por falência ou fechamento por qualquer outro motivo. 

De forma geral, são ações que apresentam maior liquidez nas negociações da bolsa de valores, ou seja, são mais fáceis de serem compradas e vendidas. 

Diferença entre ações ordinárias e preferenciais

Os dois tipos de ações são negociadas na bolsa de valores brasileira, sendo que algumas empresas negociam apenas uma delas e outras empresas negociam as duas opções. Mas é importante entender as diferenças entre as duas para escolher de maneira certa na hora de investir. 

Como mencionado anteriormente, as ações ordinárias oferecem a opção de participação nas assembleias da empresa e também dá direito a voto. Além disso, ela garante a proteção aos sócios minoritários em caso de liquidez da empresa. Essas são características exclusivas das ações ordinárias. 

No caso das ações preferenciais, a grande diferença desse tipo de papel é a preferência na hora do pagamento de dividendos. Ou seja, ao distribuir os lucros entre todos os acionistas, a empresa começa o pagamento pelos que têm ações preferenciais. 

O mesmo vale para o caso de liquidação da empresa. Acionistas detentores de ações preferenciais são pagos primeiro. Porém, eles não têm direito a voto e também não podem participar das assembleias. 

Como escolher entre ações ordinárias e preferenciais

A escolha de cada um desses tipos de ação depende do perfil de investidor e também de que maneira decidiu diversificar a carteira. Isso porque uma delas pode fazer mais sentido em uma visão de longo prazo e a outra para um período mais curto. 

É importante que o investidor aprenda a analisar as ações e entender se o preço está coerente para aquela empresa. Isso pode ser feito por meio de análise técnica ou fundamentalista, mas também é possível contar com o auxílio de um assessor de investimento. 

No caso de investimento a longo prazo, as ações ordinárias podem ser mais seguras por oferecer a opção do tag along e também participação direta na empresa. 

Já para o caso de um objetivo de prazo menor, a ação preferencial pode fazer mais sentido, já que apresenta maior liquidez nas negociações realizadas na bolsa. Por isso é importante realizar o planejamento antes de começar a operar na bolsa e escolher os papéis de sua preferência. 

Agora que você já tem informações para começar, que tal se tornar sócio de empresas de alto crescimento? Fique de olho nas oportunidades de investimento disponíveis na beegin. 

Como investir em startups

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.