Análise fundamentalista: o que é e para que serve

Análise fundamentalista

Todo investidor que decide entrar no mundo da renda variável acaba pensando em investir em ações ou em equity. Mas, como fazer para escolher as melhores empresas? É aí que entra a análise fundamentalista. 

Mas o que é análise fundamentalista e para que ela serve? Diferentemente da análise técnica, a fundamentalista olha diretamente para fundamentos da empresa e da economia ao seu redor para definir o melhor preço para uma ação. 

O que é análise fundamentalista

A análise fundamentalista tem como objetivo realizar um raio-x da empresa como um todo e também do ambiente econômico em que ela está inserida.  

Ou seja, é usada para analisar a saúde financeira da empresa e estipular um preço que seria considerado justo para uma determinada ação. Para isso, leva em conta seu histórico e potencial de gerar valor no longo prazo

Investidores que decidem investir na bolsa de valores são os que mais utilizam essa análise. Ela é utilizada também para os investimentos alternativos, como private equity e venture capital.

Como funciona a análise fundamentalista

Por meio de uma série de fatores econômicos importantes, é feita uma análise detalhada sobre a empresa. Alguns dos pontos mais importantes são: 

  • Ambiente macroeconômico;
  • Panorama setorial;
  • Análise da empresa. 

Ambiente macroeconômico

O objetivo da análise do ambiente macroeconômico é fazer um diagnóstico sobre o nível de atividade onde a empresa está inserida e avaliar se o momento é propício para os negócios. 

Esta análise olha para indicadores macroeconômicos essenciais como o Produto Interno Bruto (PIB), a inflação, a taxa de câmbio e a taxa de juros, por exemplo. 

Panorama setorial

Esse fator já olha com mais cuidado para o setor e o segmento específico da empresa, e avalia questões como tamanho de mercado, incentivos governamentais, regulamentações e indicadores setoriais.

Análise da empresa

Essa é uma visualização do histórico econômico da empresa e olha para indicadores como balanço, demonstrativo de resultados e o fluxo de caixa. 

Diferença entre análise fundamentalista e análise técnica

A principal diferença entre a análise fundamentalista e a análise técnica é o horizonte de tempo. No caso da fundamentalista, o objetivo é formação de patrimônio, ou seja, longo prazo. 

Já a análise técnica vislumbra um horizonte de curto prazo, por isso, sua avaliação é feita a partir da tendência percebida no gráfico de desempenho de uma ação. Como os investimentos alternativos, em sua maioria, não estão expostos à volatilidade, a análise técnica não é utilizada para balizar decisões de investimento nesta indústria.

Essa é uma opção muito usada por quem faz day trade e investiga o desempenho da ação em um período de dias, semanas e até mesmo minutos. 

Gostou do assunto e quer aprender ainda mais sobre o mercado financeiro? Fique por dentro de todos os conteúdos e cursos oferecidos pela Solum.ed

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.