Análise vertical e horizontal: entenda como elas funcionam

Análise vertical e horizontal

Na hora de analisar uma empresa e seus resultados, é possível fazer isso de formas diferentes, olhando para números diferentes. Duas análises importantes para quem investe em empresas, inclusive de capital fechado, são a análise vertical e horizontal. 

Com a análise vertical, é possível saber como cada setor da companhia está se comportando na comparação com o todo. Já no caso da análise horizontal, é possível verificar o desempenho da companhia em um determinado período de tempo. 

Essas informações são importantes para os empreendedores e proprietários das empresas, para entenderem se estão no caminho certo. São informações que ajudam a identificar pontos que estão indo bem e onde é possível melhorar. 

Para o investidor da renda variável, é importante porque permite conhecer o histórico da empresa e entender se ela faz sentido para o seu portfólio de investimentos

Qual a diferença entre análise vertical e horizontal?

Duas análises importantes, que podem ser bastante úteis na hora de entender a saúde financeira de uma empresa, seus resultados mais recentes e projetar crescimentos futuros. Mas que apresentam diferenças fundamentais na hora de serem usadas. 

O objetivo da análise vertical é identificar a participação percentual de cada setor da empresa no resultado geral. Com isso, é possível entender quais áreas estão mandando melhor e quais têm espaço para melhorar. 

Já na análise horizontal, o objetivo é avaliar a evolução dos resultados ao longo de um período de tempo, podendo ser anual, semestral ou mensal. Tudo isso depende das políticas da empresa. 

No caso de uma multinacional, a análise vertical permite entender quais filiais em quais países estão gerando os melhores resultados e quais precisam melhorar seus números.

Já no caso da análise horizontal, é possível olhar para o desempenho dessa multinacional ao longo do período de um ano, por exemplo. 

Como fazer a análise na prática? 

Para entender melhor como funciona cada uma das análises, é importante olhar para exemplos práticos que irão ajudar. 

Análise vertical na prática

A fórmula para fazer o cálculo da análise vertical é simples e você confere logo abaixo:

AV = (valor do item / valor da base de cálculo) x 100

Para entender melhor, é importante usar números para ilustrar a conta. No exemplo abaixo, o cálculo será para entender a participação de uma filial que fatura R$ 300 mil no total de uma empresa que fatura R$ 1.000.000 por mês. 

AV = (300.000 / 1.000.000) x 100 = 30%

No exemplo acima, o faturamento da filial representa 30% de todo o faturamento da empresa. Essa conta pode ser feita para entender a participação de todos os outros setores. 

Análise horizontal na prática

Para a análise horizontal, o cálculo é um pouco diferente. A fórmula dessa análise é a seguinte: 

AH = [(valor atual / valor base) – 1] x 100

Com o objetivo de facilitar o entendimento e ilustrar a fórmula, vamos tomar como exemplo uma empresa que teve balanço patrimonial em 2020 de R$ 200.000 e em 2021 de R$ 300.000. A conta para essa simulação ficaria assim:

AH = [(300.000 / 200.000) – 1] x 100 = 50%

Para essa conta, sempre que o número for positivo, representa crescimento patrimonial da empresa. Já em caso de resultado negativo, significa que a empresa teve prejuízo no período analisado. 

Quando usar as análises

No caso da análise vertical, ela é importante para ser usada com o objetivo de identificar o peso das despesas sobre o patrimônio total, o percentual de dívidas, impacto dos investimentos sobre o patrimônio, percentual de receitas que a empresa irá receber no curto e longo prazo, entre outros. 

Já a análise horizontal será usada para identificar o desempenho da empresa ao longo de um período e entender se houve crescimento ou queda e o que pode ser feito para melhorar ou consertar o cenário. 

Ter essa visibilidade também ajuda os investidores a entenderem se a empresa é um bom ativo para investimentos como venture capital ou private equity

Seja com a análise vertical ou horizontal, é sempre importante analisar bem as empresas antes de investir. Conheça as empresas que estão captando recursos para expandir suas operações e diversificar seus investimentos. 

Como investir em startups

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.