Assessor de investimentos: o que é e qual a sua função

assessor de investimentos

Há cada vez mais pessoas falando sobre o mercado financeiro e a imensidão de opções de ativos que têm para escolher. É nesse cenário que surge o assessor de investimentos e todo o seu conhecimento para orientar o investidor. 

Mas você sabe o que esse profissional faz e qual a sua responsabilidade no mundo dos investimentos? Vamos explicar tudo o que você precisa saber sobre essa carreira em crescimento. 

O que faz o assessor de investimentos

O assessor de investimentos é responsável por orientar o investidor para fazer a melhor alocação do seu capital em ativos com potencial de trazer rentabilidades atrativas. 

Ou seja, fazer melhor uso do dinheiro na hora de investir. E como há cada vez mais brasileiros entrando no mundo dos investimentos, esse profissional tem ganhado mais espaço e tem sido mais solicitado. 

De acordo com a Resolução CVM nº 16 de 2021, as principais atribuições do assessor de investimento são: 

  • Prospecção e captação de clientes;
  • Recepção e registro de ordens e transmissão dessas ordens para os sistemas de negociação ou de registro cabíveis, na forma da regulamentação em vigor;
  • prestação de informações sobre os produtos oferecidos e sobre os serviços prestados pela instituição integrante do sistema de distribuição de valores mobiliários pela qual tenha sido contratado.

É o profissional responsável por fazer a ponte entre o investidor e os analistas de investimento das corretoras. 

Como se tornar um assessor de investimentos

Para trabalhar como assessor de investimentos, é preciso ter um profundo conhecimento do mercado financeiro e seus ativos. 

Além disso, é necessário fazer uma prova técnica para tirar a certificação e atuar na área. Isso é feito pela Associação Nacional das Corretoras e Distribuidoras de Títulos e Valores Mobiliários, Câmbio e Mercadorias (Ancord). 

Esse teste é composto por 80 questões de múltipla escolha e a pessoa interessada na certificação precisa acertar, no mínimo, 70% da prova. O teste trata de atribuições do assessor, características do mercado financeiro, fundos de investimentos, entre outros. 

Como a remuneração é variável, dependendo do total de investimentos concluídos, é importante ter experiência com vendas, se relacionar bem com as pessoas e ter uma postura ativa. 

Dependendo do total de capital próprio investido, também é possível se qualificar como investidor qualificado ou investidor profissional

Se interessou pelo assunto e quer entender ainda mais sobre o mercado financeiro? Então fique por dentro de todos os conteúdos publicados na Solum.ed. Você irá aprender muito sobre investimentos de renda fixa, renda variável, alternativos e como diversificar a sua carteira.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.