Clube de investimento: o que é e como participar

clube de investimentos
beegin -invista em startups

Para quem está começando no mercado financeiro e busca formas de diversificar a sua carteira, o clube de investimento pode ser uma opção que dará início a essa caminhada de aprendizado. 

O clube de investimento é uma opção para o investidor que está começando na renda variável, ainda tem um capital limitado e busca aprender sobre os ativos mais voláteis e que podem ter um risco maior se comparado aos ativos de renda fixa

Por isso, é importante entender como ele funciona, o que fazer para entrar em um e se ele combina com o seu perfil de investidor

O que é clube de investimento

O clube de investimento é uma forma coletiva de realizar investimentos. Funciona como um condomínio aberto, composto por no mínimo 3 e no máximo 50 pessoas, que investe em valores mobiliários como ações e derivativos, mas também em renda fixa. 

O clube é composto por pessoas físicas que se juntam e aportam capital para que seja investido. Cada investidor detém cotas que variam de acordo com o dinheiro investido. E a valorização dessas cotas acontece com a valorização dos ativos investidos. 

Como funciona o clube de investimento

Depois de formado, o clube de investimento pode ser gerenciado por um dos próprios cotistas ou eles podem contratar um gestor profissional, que precisa ser credenciado e certificado pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM). 

Esse tipo de decisão é tomada em assembleia geral do clube. Já a administração é feita por uma instituição financeira, que pode ser: 

  • Banco de investimento;
  • Corretora;
  • Distribuidora;
  • Banco múltiplo com carteira de aplicações financeiras. 

A tributação no clube de investimento é simplificada, acontecendo apenas no resgate das cotas. A cobrança é de 15% sobre o lucro obtido. 

Distribuição de ativos do clube de investimento

Com o objetivo de potencializar os ganhos, o clube de investimento diversifica a distribuição dos recursos em ativos diferentes. É obrigatório que pelo menos 67% da carteira seja composta por ações. 

O restante pode ser investido em fundos de renda fixa, como Tesouro Direto e CDBs e também derivativos. 

E pela regulamentação do clube, nenhum dos cotistas pode ter mais do que 40% das cotas totais disponíveis. 

As principais diferenças entre um clube de investimento e um fundo de investimento são:

  • As cotas do clube não podem ser negociadas na bolsa. No fundo, se ele for listado, isso pode ser feito diariamente;
  • O fundo é registrado na CVM. No caso do clube, apenas é necessário apresentar a documentação em seu nome;
  • No clube, são permitidos de 3 a 50 cotistas. No fundo, não há limite de investidores. 

Seja sócio das empresas do futuro com a beegin.

Como investir em startups

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.