Como calcular o LTV? Métricas preferidas do investidor em STARTUPS

como calcular LTV
beegin -invista em startups

Continuando com as métricas que são as queridinhas do investidor em startups, hoje vamos falar do LTV, Lifetime Value. Vamos te mostrar o que é o LTV, a importância desse indicador e como calcular. Tudo isso, logo depois da vinheta! 

Olá, investidor! 

O LTV (Lifetime Value) significa o valor do ciclo de vida de um cliente.  Ou seja: é o valor que cada cliente gasta com a empresa durante o período em que ele se relaciona com ela.

Esse número está muito relacionado à lucratividade e à saúde financeira da organização. Ainda não entendeu muito bem como? Deixa eu te explicar: 

 Esse indicador fala muito sobre a retenção de clientes.      

E é imprescindível para que você saiba quanto, em média, a sua base de clientes deixa de receita ao adquirir seus produtos ou serviços e por quanto tempo eles permanecem fiéis ao seu negócio.

Você sabia que adquirir um novo cliente é até 25x mais caro do que reter um existente? Isso mesmo, é o que mostra uma pesquisa realizada pela Harvard Business Review.

Dessa forma, no longo prazo é muito mais lucrativo investir na retenção de clientes do que apenas na aquisição de novos. Claro que cada empresa e modelo de negócio têm suas particularidades.

Agora que você já entendeu a importância dessa métrica, vamos aprender a fazer o cálculo. Mas antes, já curte esse vídeo e compartilha com alguém que vai gostar de aprender sobre esta métrica tão valiosa! 

Para realizar o cálculo do LTV, você vai precisar reunir  os seguintes dados: 

  • Ticket médio, que é o valor que cada cliente gasta, em média, com seus produtos ou serviços
  • Média do número de compras por cliente por ano 
  • Média da longevidade do relacionamento com o cliente, ou seja, durante quantos anos ele vai adquirir o seu produto/serviço. 

A fórmula é a seguinte: o ticket médio vezes o número de compras por cliente ao ano, vezes a média da longevidade do relacionamento com o cliente 

Lettering da fórmula:  

LTV = ticket médio x média de compras por cliente ao ano x média da longevidade do relacionamento com o cliente

Por exemplo: se você tem uma empresa de assinatura, com modelo similar a netflix, por exemplo, onde o ticket médio é 29,90, o número de compras por cliente é 12, número de meses, já que é uma assinatura mensal, e vamos considerar que a média de longevidade seja de 2 anos, ou seja, os clientes ficam em média 2 anos com a assinatura ativa. 

Dessa forma, o LTV seria = 29,90 x 12 x 2 = R$ 717,60 

Aqui no canal já falamos de outra métrica também importante para o seu negócio, o CAC ou  custo de aquisição de cliente. É só clicar aqui pra assistir! Então, nenhum indicador deve ser avaliado isoladamente, e uma dica é comparar o LTV com o CAC.
O valor do CAC nunca deve ser maior do que o LTV. E também não deve chegar a um número muito próximo dele. Isso porque, se você gasta praticamente o mesmo valor para conquistar um cliente comparado ao dinheiro que o cliente deixa com a empresa, você ficará sem lucro.

Ou seja, um CAC maior que o LTV resulta em prejuízo para o negócio.

Então a dica é: busque sempre o CAC mínimo e o LTV máximo.

Ainda ficou com alguma dúvida? Comenta aqui pra gente te ajudar! 

Até a próxima, investidor!

Como investir em startups

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.