Como ficar rico: o que é verdade sobre aumentar o patrimônio

Como ficar rico

Muitas pessoas gostariam de ser ricas, mas não sabem exatamente o que fazer para alcançar esse objetivo. É possível alcançar a riqueza e ampliar o patrimônio sem ganhar na loteria ou receber uma herança, investindo no longo prazo? É possível, mas é preciso paciência, disciplina e constância. 

Ficar rico é o desejo de muitos brasileiros, mas nem sempre é muito claro o que é preciso ser feito para chegar lá. Além disso, muitas pessoas inescrupulosas usam desse desejo para vender soluções que na verdade expõem o investidor a mais risco ou volatilidade, prometendo enriquecimento rápido. Por isso, é importante diferenciar o que é promessa vazia do que é uma estratégia correta de planejamento financeiro. 

Não basta apenas ganhar muito dinheiro, é preciso saber como usá-lo, de que maneira poupar, quando se arriscar e como controlar o que entra e o que sai. É uma combinação de diversos fatores, que leva tempo e precisa de empenho e dedicação para acontecer. 

Nesse artigo, vamos mostrar como ficar rico é possível se for um objetivo de longo prazo, feito com muito planejamento e cuidado com as finanças de forma bastante objetiva. 

O que é ser rico? 

A riqueza é algo subjetivo e pode variar de pessoa para pessoa. De forma geral, é considerado milionário o investidor que tem patrimônio investido de pelo menos R$ 1 milhão de reais. Mas essa é uma convenção geral pelo fato de ter chegado ao milhão. 

Muitas pessoas podem considerar como riqueza o fato de conseguir a chamada independência financeira, quando o investidor consegue tirar de seus ativos financeiros um rendimento capaz de manter o seu padrão de vida, mesmo que não necessariamente tenha chegado ao milhão. 

Tudo isso depende do custo de vida mensal, quais são seus objetivos, que estilo de vida leva e gostaria de levar e como os investimentos podem trabalhar para potencializar esses objetivos. 

Como ficar rico: veja 8 passos que precisam ser tomados

Sem receber uma herança milionária ou ganhar na loteria, é muito difícil ficar rico da noite para o dia. Por isso, é preciso tomar algumas decisões importantes que irão ajudar a aproximar o investidor desse tão sonhado objetivo. 

1. Quite suas dívidas

Um dos pontos mais importantes pensando em acumular patrimônio é eliminar possíveis dívidas adquiridas ao longo da vida. Isso porque elas podem ocupar boa parte do orçamento. 

Ao invés de usar esse recurso para aumentar os investimentos, ele é destinado ao pagamento de dívidas e juros, o que pode atrasar a chegada ao objetivo. 

Portanto, é importante priorizar a quitação das dívidas. Negociar condições melhores de juros com os credores e até mesmo um pagamento à vista com desconto, caso seja possível. 

2. Gaste menos do que ganha

Esse é um dos passos mais importantes na hora de pensar em acumular patrimônio e ficar rico. É essencial gastar menos do que você ganha e usar o saldo do mês de forma inteligente com investimentos. 

Por mais que possa parecer óbvio, é importante reforçar a necessidade de ter esse controle com as finanças para que seja possível usar parte das entradas no objetivo de enriquecer. Caso seja difícil de poupar, é necessário pensar em formas de aumentar suas entradas. 

Claro que o percentual de renda que uma pessoa pode poupar varia de acordo com a sua renda e realidade financeira. Um chefe de família que ganha um salário mínimo certamente tem menos potencial de poupança que um jovem executivo solteiro com renda superior a dez salários mínimos.

Uma estratégia interessante é a proposta por economistas comportamentais como Richard Thaler é poupar uma parte do dinheiro extra que se ganha, como quando ela obtém um aumento real de salário. Batizada de “Poupe Mais Amanhã” (Save More Tomorrow), ela propõe que a pessoa reserve parcelas importantes não de sua renda atual, mas do que pode conseguir a mais com promoções no emprego, por exemplo.

3. Tenha mais de uma fonte de renda

Pensando em potencializar a entrada de recursos, é importante descobrir formas de ter mais de uma fonte de renda. Ou seja, além do trabalho principal, seria interessante usar parte do tempo livre para conseguir algum serviço extra e destinar esse dinheiro para os investimentos. 

Assim como é importante diversificar investimentos para proteger a sua carteira, é interessante ter mais de uma fonte de renda para se proteger, caso perca um desses trabalhos. 

4. Tenha uma reserva de emergência

Depois de quitar as dívidas e ter as finanças sob controle, é importante pensar em construir a sua reserva de emergência. Esse passo é importante porque evita que seja necessário o uso de cheque especial ou empréstimo em caso de perda de emprego ou renda. 

A reserva de emergência é um valor que corresponde a cerca de 3 a 12 meses do seu custo de vida mensal e deve estar alocado em um investimento de liquidez imediata, para que possa ser acessado assim que necessário. O CDB de liquidez diária é um dos ativos mais usados para esse objetivo. 

5. Controle as finanças

Um ponto muito importante é ter controle sobre suas finanças. Ou seja, saber quanto ganha e gasta por mês, entender para onde está destinando seus recursos. 

Só assim será possível identificar onde é possível economizar para potencializar seu saldo disponível por mês para investimentos e aumento de patrimônio. 

6. Invista seu dinheiro

Apenas ganhar dinheiro não será suficiente para que você chegue ao milhão ou valor que definiu como meta para alcançar a liberdade financeira. Será preciso investir de forma inteligente e diversificada para potencializar seus ganhos. 

Por isso, é importante ter educação financeira, estudar o mercado e conhecer os principais ativos. Entender as diferenças entre renda fixa e renda variável e como construir a sua carteira de investimentos pensando no objetivo de enriquecer. 

Conhecer o seu perfil de investidor é essencial para entender como construir a sua carteira. Por isso, entenda se o seu perfil é mais conservador, moderado ou arrojado. Quanto menor o interesse por risco, mais perto do moderado. Se tiver maior interesse pelo risco, mais perto do perfil arrojado. 

7. Invista em empresas

Para enriquecer, é preciso correr riscos e olhar para investimentos que tenham maior potencial de retorno. Entre eles, estão os investimentos em empresas, seja por meio das tradicionais ações na bolsa de valores ou por meio de investimentos alternativos. 

Hoje, é possível investir em empresas de capital fechado por meio de ativos como private equity e venture capital. Nesses casos, o investimento é feito em empresas menores, com baixa liquidez e alto potencial de retorno. 

8. Seja paciente

O enriquecimento é um jogo de longo prazo. Não existe fórmula mágica que irá lhe fazer ganhar milhões de um dia para o outro. Portanto, é preciso traçar um plano bem estruturado de médio a longo prazo e seguir os passos necessários para chegar lá. 

Entender que será necessário abrir mão de recompensas imediatas pensando no objetivo maior e aumentar a poupança e investimento e reduzir o consumo para equilibrar as finanças e conseguir investir de forma consistente e crescente. 

É uma caminhada longa, mas se feita de forma planejada, pode ser alcançada dentro de um prazo razoável. 

Uma forma de investir no longo prazo é se tornar sócio de empresas de alto crescimento. Desta forma, o investidor aproveita o momento de maior expansão de um negócio. Alocar uma parcela de até 10% nesses ativos pode ajudar a ampliar o seu patrimônio no ciclo de alguns anos. 

Por isso, confira as oportunidades de investimento disponíveis na beegin.

Como investir em startups

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.