Day trade: o que é e quais os seus riscos

Day trade
beegin -invista em startups

O day trade está na moda no mundo dos investimentos. E isso pode ser um perigo para os investidores que estão chegando ao mercado, e acabam iludidos pelas promessas de ganhos altos e rápidos que estão associados a esta prática.

O interesse pelo tema, como nos mostra o histórico de buscas no Google (gráfico abaixo) atingiu o seu ápice em 2020 e 2021, e coincide com o crescimento de novos CPFs na bolsa de valores. Este crescimento inclusive levou a CVM a desenvolver materiais educativos para orientar o investidor sobre o tema.

Neste artigo, vamos te explicar o que é day trade, quais os riscos associados ao investidor e o que você precisa conhecer para praticá-lo.

O que é day trade?

Chamamos de day trade uma operação de compra e venda de ações de uma mesma empresa realizada em um único dia. As operações podem ser realizadas em qualquer ordem: comprar primeiro e vender depois, ou primeiro vender “a descoberto”, ou seja, sem ter as ações para entregar, e comprar depois.

O objetivo do investidor é obter lucro com a oscilação do preço da ação durante o dia, ou seja, o lucro é proveniente da venda do ativo por um preço maior que o preço da compra.

Quando o investidor compra primeiro e vende depois, a expectativa é ganhar com a valorização do ativo. Já na operação inversa, quando o ativo é vendido a descoberto e comprado depois, o objetivo é ganhar com a sua desvalorização.

É ilegal fazer day trade?

O day trade não é ilegal, mas é uma operação que envolve riscos. O principal risco é o investidor apostar que o ativo vai se comportar com uma determinada tendência – alta ou baixa – e o seu comportamento real acabar sendo o oposto. Neste caso, ao invés de ganho, o resultado será uma perda na operação.

As operações a descoberto envolvem risco adicional, porque exigem que o investidor acesse crédito da corretora para realizá-las. Por isso, elas exigem garantias, que podem ser oferecidas em dinheiro ou títulos do Tesouro Direto. Caso o investidor não tenha ativos ao final do dia para cobrir sua venda a descoberto, a corretora saca a garantia, compra o ativo e entrega ao comprador.

Em resumo, ao operar em day trade, o investidor se expõe a uma elevada volatilidade, fazendo com que o resultado de seu investimento dependa muito dos humores de mercado.

Por isso, o investidor precisa ter conhecimentos aprofundados sobre investimentos e os mercados antes de começar a se aventurar na prática do day trade. Em especial, se o investidor não tem a operação na bolsa como sua atividade principal, o recomendável é evitar esta prática.

Opção para diversificar: investimentos alternativos

Se você está buscando retornos potenciais mais elevados para diversificar seus investimentos, mas sem a exposição à volatilidade do day trade, deveria avaliar os investimentos alternativos. Esta modalidade tem como objetivo principalmente o longo prazo, mas tem capacidade de entregar ganhos superiores ao mercado de ações.

Seja sócio das empresas do futuro com a beegin.

Como investir em startups

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.