Empresas emergentes poderão destravar o seu crescimento em 2022

Empresas emergentes poderão destravar o seu crescimento
beegin -invista em startups

O desenvolvimento econômico depende do crescimento e fortalecimento de empresas emergentes, de alto crescimento, também conhecidas como scale-ups. E isto passa pelo acesso ao mercado de capitais, para financiar este crescimento. Apesar do cenário econômico desafiador esperado para o ano, 2022 pode representar um salto neste acesso por diferentes razões.

Estudos da Endeavor, do IBGE e da OCDE apontam que as scale-ups conseguem gerar mais empregos e com melhores salários que a média das empresas. Um estudo da OCDE[1] em 18 países indicou que as pequenas empresas jovens contribuem com mais de 40% dos empregos criados, mais do que empresas mais antigas ou maiores.

O mesmo estudo da OCDE aponta que um dos problemas enfrentados pelas empresas emergentes para acelerar o seu crescimento é o acesso a capitais. A instituição reconhece a existência de gaps de capital para negócios inovadores, com ativos intangíveis, ou diante de transições importantes de negócios, como a internacionalização.

No Brasil, isto fica evidente quando pensamos que para muitas dessas empresas o único capital disponível é o crédito. De acordo com a Anefac[2], a taxa de juros anual média cobrada das pessoas jurídicas ficou 42,31 pontos percentuais acima da Selic no ano de 2021, o que representa um custo de capital elevado para os empreendedores.

Isto torna ainda mais importante os movimentos do mercado de capitais neste ano para dar acesso ao mercado de capitais para essas empresas de alto crescimento. Iniciativas como a nova regulação do equity crowdfunding, prevista na agenda regulatória de 2022, podem oferecer novos canais de financiamento para as empresas emergentes.

Além disso, já no primeiro semestre deste ano terá início a operação da BEE4, balcão organizado de empresas emergentes aprovado no sandbox regulatório da CVM. Por meio dela, empresas com faturamento entre R$10 milhões e R$300 milhões por ano poderão ter seus ativos negociados por investidores interessados neste mercado.

Para os investidores, em um momento de maior volatilidade do mercado, essas medidas oferecerão novas oportunidades de diversificação de carteira de investimentos, com o acesso a ativos regulados emitidos por empresas que crescem de forma acelerada mesmo em um contexto desafiador para a economia.

Por esses motivos, estamos confiantes com as perspectivas para 2022. Mesmo diante de turbulências, o mercado de capitais e as empresas emergentes estão conseguindo encontrar caminhos para crescer e se desenvolver no Brasil, de forma consistente e sustentável.

Referências

[1] OEACD. Enabling SMBs to scale-up. Cidade do Mexico, 2018, página 9. Disponível em https://www.oecd.org/cfe/smes/ministerial/documents/2018-SME-Ministerial-Conference-Plenary-Session-1.pdf Acessado em 5 de janeiro de 2022.

[2] ANEFAC. Pesquisa mensal de juros. Dezembro de 2021. Disponível em https://819885de-e57a-4397-b034-c8bc82d0102a.filesusr.com/ugd/bed087_31e60cf198c04b6f84a246c963a1640c.pdf Acessado em 5 de janeiro de 2022.

Publicado originalmente em SpaceMoney

Como investir em startups

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.