O que é ETF? Tudo para você entender esse investimento

ETF o que são?
beegin -invista em startups

Uma forma mais prática de ingressar no mundo dos investimentos é por meio de fundos. Entre eles, tem ganhado cada vez mais espaço os ETFs (Exchange Traded Fund) ou Fundo de Índice

Saiba tudo sobre essa opção disponível no mercado financeiro para quem busca entrar no mercado de ações, mas não quer ter que ficar escolhendo quais papéis comprar. 

O que são ETFs? 

O ETF ou Fundo de ìndice é um fundo composto por ações de um determinado índice negociadas em bolsa. Seu objetivo é replicar a rentabilidade desse índice, composto pelo mesmo grupo de ações, na mesma proporção. 

E a reprodução dessa rentabilidade acompanha o índice de referência nos dois sentidos. Ou seja, o investidor sai ganhando quando ele se valoriza, mas também pode ter perdas com a sua desvalorização. Os ETF são regulamentados pela Instrução CVM 359/2002.

Por exemplo, um índice referenciado pelo Ibovespa terá um conjunto de ações listadas. A tendência é que sua rentabilidade acompanhe a rentabilidade do índice, podendo apresentar pequenas variações. 

Ao contrário de ações, que são compradas de forma separada, no caso do ETF o investidor compra cotas do fundo, que são compostas por um grupo de ações. 

Quais são os tipos de ETFs?

Os ETFs podem ser divididos entre ETF de renda fixa e ETF de renda variável. É importante entender essa diferença na hora de escolher as cotas. 

  • ETF de renda variável: também conhecido por ETF de ações, é um fundo formado por ações e negociado em Bolsa. Essas ações são referenciadas por um índice, como o Ibovespa. 
  • ETF de renda fixa: também negociados em Bolsa, buscam refletir as variações e rentabilidade de índices de renda fixa. As cotas dos fundos são compostas principalmente por títulos públicos ou títulos privados. 

Características de um ETF

Os ETFs têm algumas características importantes a serem mencionadas, para que o investidor entenda esse ativo

Gestão passiva

O gestor responsável pelo fundo irá fazer a sua composição com ações do índice específico e na mesma proporção. Ele não irá buscar papéis variados fazendo outros tipos de análise. 

Diversificação

Por ser um fundo de cotas com ações variadas, há uma diversificação de investimento mesmo sendo apenas um produto.  

Liquidez

A liquidez do ETF varia de acordo com o seu tipo. Em caso de renda variável, a liquidez costuma ser de dois dias a partir da data da negociação, feita em pregão da B3. Já para a renda fixa, esse prazo é de um dia. 

Como investir em ETFs? 

O investimento em fundos de índice é feito por meio de uma corretora. Então é importante abrir a conta em uma de sua escolha, transferir via TED ou DOC o capital desejado e começar a escolher as cotas a serem compradas. 

É preciso ter em mente os possíveis custos envolvidos na operação. 

  • Taxa de administração: taxa anual que varia de acordo com o índice de referência e a corretora. 
  • Taxa de corretagem: taxa paga pela intermediação das operações feitas pela corretora. Algumas corretoras isentam investidores dessa cobrança. 
  • Taxa de emolumentos: taxas cobradas pela B3 quando uma operação é realizada. 

Também há a incidência de imposto de renda sobre o fundo, seja de renda fixa ou renda variável. A alíquota trabalhada é de 15% sobre os rendimentos. 

Se interessou pelo assunto e quer aprender ainda mais sobre o mercado financeiro? Fique por dentro de todos os conteúdos e cursos oferecidos pela Solum.ed

Como investir em startups

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.