Índices da Bolsa de Valores: tudo para escolher onde investir

O dia termina e você ouve novamente que o índice Bovespa teve alta de 1,5% e fica se perguntando o que isso quer dizer. Sabia que, além desse tradicional e famoso, a Bolsa de Valores brasileira conta com outros 22 índices da bolsa, que acompanham ações de grupos específicos de empresas de capital aberto? 

É isso mesmo! O índice Bovespa não é o único disponível para os interessados em acompanhar o mercado de ações, negociadas diariamente nos pregões eletrônicos. Neste artigo, vamos contar tudo o que você precisa saber sobre esses indicadores e como eles podem ajudar você a tomar conta dos seus investimentos. 

Você vai entender mais sobre:

  • O que são índices da bolsa e como eles funcionam;
  • Classificações dos índices;
  • Índices amplos;
  • Índices setoriais;
  • Índices de sustentabilidade;
  • Índices de governança;
  • Índices de segmento;
  • Outros índices

O que são índices da bolsa e como funcionam

Os índices da bolsa foram criados para organizar ações de empresas do mesmo setor em um bloco único para facilitar o acompanhamento de quem investe nesse ramo. Com isso, é possível entender se a ação da empresa escolhida está seguindo uma tendência de mercado ou se é um comportamento isolado. 

E esses índices foram separados por áreas diversas da economia, concentrando empresas de alta valoração, com muitas negociações feitas na bolsa no dia a dia. É possível encontrar índices de governança, amplos, de sustentabilidade, setoriais, entre outros. 

Já deu para entender que quando o noticiário fala sobre o índice Bovespa, não está se referindo a todas as empresas listadas na bolsa, mas apenas a um grupo delas, correto? Mais adiante, vamos falar quantas empresas fazem parte desse índice e como ele funciona. 

Vale lembrar que a ação é a menor parcela de uma empresa, colocada à venda para que investidores possam comprar essas partes, financiando a expansão dos negócios, investimento em infraestrutura, contratação de novos funcionários etc. O detentor da ação passa a ser sócio da empresa e pode receber parte do lucro, caso seja repartido entre acionistas. 

É um dos investimentos mais populares quando se trata de renda variável. Além desse, também é possível arrojar nos investimentos partindo para ativos como private equity e venture capital, conhecidos como investimentos alternativos. 

Classificações dos índices da bolsa

Os índices da bolsa concentram empresas da mesma área de atuação dentro de um grupo específico e a média de valorização ou desvalorização desse conjunto de ações é compartilhada diariamente com investidores que acompanham de perto o mercado. 

Vamos falar agora sobre esses principais grupos de empresa e como eles funcionam. 

Índices amplos

Como o próprio nome diz, traz um panorama amplo do mercado, com as principais ações listadas na bolsa negociadas ao longo do dia. São empresas de tamanhos variados e que movimentam o mercado de forma considerável. 

  • Índice Bovespa: de todos, é o índice mais popular disponível na bolsa de valores brasileira, e também o mais antigo, criado em 1968. Concentra mais de 70 ações que, juntas, são responsáveis por mais de 80% das negociações feita na bolsa diariamente. 
  • IBrX-50: é formado pelos 50 papéis mais líquidos da Bovespa, com o objetivo de ajudar administradores responsáveis por carteiras que buscam mais liquidez
  • IBrX: tem objetivo parecido com o índice anterior, com a diferença que é composto pelos 100 papéis mais líquidos disponíveis na bolsa. 
  • Mid-Large Cap: criado para entender o comportamento das maiores empresas listadas na bolsa em valor de mercado e capitalização. Representa 85% do total negociado diariamente no pregão. 

Índices setoriais

Esse índice, como o nome diz, traz grupos de empresas separados por setores determinados da indústria. As principais áreas de atuação estão contempladas nessa divisão, facilitando a vida do investidor. 

  • IEE – Índice de Energia Elétrica: lançado em 1996, é responsável por acompanhar o desempenho das empresas do setor de energia elétrica. Entre seus principais papéis, destacam-se CPF, Eletrobrás, CESP etc. 
  • INDX – Índice do Setor Industrial: foi criado em parceria com a FIESP (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo), com o objetivo de acompanhar o desempenho das ações mais importantes do setor industrial. 
  • Icon – Índice de Consumo: acompanha o desempenho dos papéis de empresas do setor de consumo cíclico e não cíclico. 

Índices de Sustentabilidade

Esse índice engloba empresas que têm como parte da sua essência a preocupação com o meio ambiente e a promoção dos meios de produção sustentáveis. Nesse grupo, as empresas são de áreas variadas, mas com um comportamento semelhante nessa área de atuação. 

  • ISE – Índice de Sustentabilidade Empresarial: acompanha o desempenho das empresas listadas sob o aspecto da sustentabilidade corporativa, que inclui eficiência econômica, equilíbrio ambiental, justiça social e governança corporativa. 
  • ICO2 – Índice Carbono Eficiente: contam com empresas que fazem parte do IBrX-50 que aceitaram ter práticas transparentes com relação a suas emissões de gases do efeito estufa. 

Índice de Governança

Empresas que optaram por ter uma comunicação mais transparente e direta com os seus acionistas fazem parte desse índice. Elas optaram por uma das categorias de governança corporativa da Bovespa: Nível 1, Nível 2 e Novo Mercado. 

  • IGC – Índice de Ações com Governança Corporativa: mede o desempenho das empresas que apresentam bons níveis de governança corporativa. 
  • IGCT – Índice de Governança Corporativa Trade: composto por empresas que fazem parte do IGC e que atendam a alguns critérios de alta liquidez em suas ações. 
  • IGC-NM – Índice de Governança Corporativa Novo Mercado: empresas que estão listadas no Novo Mercado e apresentam bons níveis de governança corporativa. 

Índice de segmento

Traz um grupo de empresas que apresentam determinadas características semelhantes, como o pagamento de bons dividendos ou empresas 

  • IDIV – Índice Dividendos: analisa as empresas que tiveram boa remuneração a seus investidores, seja por meio de dividendos ou juros sobre o capital próprio. 
  • IVBX 2 – Índice Valor: criado em parceria com o jornal Valor Econômico, acompanha empresas classificadas a partir da 11ª posição para valor de mercado e liquidez das suas ações. 

Outros índices

De tempos em tempos a Bovespa tenta trazer novos índices para seguir ajudando os investidores a conseguirem acompanhar mais de perto as mais variadas ações listadas para que essa análise fique mais prática e menos trabalhosa. 

  • IFIX – Índice de Fundos de Investimento Imobiliário: analisa o desempenho das cotas de fundos imobiliários listados na Bovespa ou no SOMA (mercado de balcão). A liquidez é levada em consideração para a escolha das cotas. 
  • BDRX – Índice de BDRs Não Patrocinados: mede o desempenho de empresas estrangeiras não patrocinadas e com negociação autorizada na Bovespa. 

Agora você já sabe um pouco melhor como funcionam os índices da bolsa e entendeu que o índice Bovespa é apenas um de muitos disponíveis no mercado para o investidor que gostaria de começar a participar da Bolsa de Valores brasileira. 

Com essa importante informação em mãos, fica muito mais fácil de entender como esse mercado funciona e para qual setor da economia você gostaria de direcionar o seu capital para a realização de sonhos. 

Se você se interessou em aprofundar seus conhecimentos sobre as diversas classes de ativos para investir e avaliar novas opções para compor sua carteira, veja as opções de cursos da Solum.ed que atendam seus objetivos e comece agora mesmo a mudar o seu futuro.

Perguntas Frequentes

O que é um índice de mercado?

Os índices da bolsa foram criados para organizar ações de empresas do mesmo setor em um bloco único para facilitar o acompanhamento de quem investe nesse ramo. Com isso, é possível entender se a ação da empresa escolhida está seguindo uma tendência de mercado ou se é um comportamento isolado. 

Quais os índices da bolsa?

A Bolsa de Valores brasileira conta com mais de 2o índices da bolsa, que acompanham ações de grupos específicos de empresas de capital aberto. Os principais são Ibovespa, IBrX, IBrX-50 e o ISE (Índice de Sustentabilidade Empresarial).

Para que servem os índices?

Pelo índice, é possível entender se a ação de uma empresa está seguindo uma tendência de mercado ou se é um comportamento isolado.

O que é o Ibovespa?

É é o índice mais popular disponível na bolsa de valores brasileira, e também o mais antigo, criado em 1968. Concentra mais de 70 ações que, juntas, são responsáveis por mais de 80% das negociações feita na bolsa diariamente

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.