Investimentos em participações somam R$ 11,6 bilhões

Investimentos em participações

Os fundos de private equity e de venture capital, que compram participações em empresas, investiram R$ 11,6 bilhões no Brasil no primeiro trimestre deste ano, segundo pesquisa realizada pela KPMG e a Associação Brasileira de Private Equity e Venture Capital (Abvcap). A cifra representa um incremento de 8,4% em relação aos três primeiros meses de 2021.

Do valor total, os fundos de private equity, que investem em empresas com negócios já mais maduros, desembolsaram R$ 5,2 bilhões de janeiro a março, um salto de 173%, com destaque para empresas do setor financeiro como fintechs e insurtechs, de seguros.

Por outro lado, nos de venture capital, que são aqueles que apoiam negócios em estágio inicial, o volume foi de R$ 6,4 bilhões no período, uma baixa de 27% em relação ao mesmo período de 2021.

A principal diferença é o estágio da empresa onde o dinheiro será investido. Ambos os ativos são direcionados para participações de empresas de capital fechado.  Mas o estágio de maturidade da empresa é diferente, o que afeta o grau de risco do investimento. Como o venture capital é voltado para empresas em estágio mais inicial, startups geralmente, o risco é maior, já que há mais incertezas sobre a sua consolidação no mercado. 

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Confira as melhores empresas para investir na beegin

Padaria Pet

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.