O que é liquidez? Um guia completo para você!

O que é liquidez

É muito comum os investidores analisarem qual é a rentabilidade de um investimento, o valor mínimo a ser investido e se é preciso pagar imposto de renda. Mas há um outro ponto muito importante a ser levado em consideração na hora de escolher o seu ativo, que é a liquidez do investimento. 

Isso mesmo, quanto tempo será preciso para que você consiga converter o seu ativo em dinheiro na sua conta corrente, pronto para ser usado como bem entender. Porque de nada adianta um investimento que tenha uma grande rentabilidade, mas que não libera o seu dinheiro quando você precisa, certo? 

Pensando em esclarecer de forma detalhada essa importante dúvida, criamos esse artigo que vai contar tudo o que você precisa saber para escolher a melhor liquidez de acordo com os seus objetivos de curto, médio e longo prazos. 

O que é liquidez? 

De forma simples e direta, a liquidez no investimento é a velocidade com que você consegue converter o seu investimento em dinheiro na conta, disponível para ser usado a qualquer momento, da maneira que você quiser. 

E por que a liquidez é tão ou mais importante do que a rentabilidade do seu investimento? Porque a vida é inconstante e você não tem controle sobre os imprevistos que podem acontecer. Caso você precise de dinheiro rápido, ter o seu capital apenas em ativos de baixa liquidez fará com que demore para que você consiga resgatar o saldo. 

Baixa liquidez é quando o seu investimento ou não possui um prazo estipulado para receber o seu dinheiro, ou quando pode ser resgatado, mas em um prazo mais longo. Em alguns casos, quando possível, o resgate antecipado de um investimento pode significar perda financeira para o investidor.

Já a alta liquidez é quando você consegue reaver o seu dinheiro investido no mesmo dia ou no dia seguinte, obtendo a rentabilidade prevista do ativo. Ou seja, caso você necessite dos recursos é possível tê-los disponível de forma bem ágil.

Relação entre liquidez e rentabilidade

Essa é uma ligação direta, na maioria das vezes, porque investimentos que têm as maiores rentabilidades, normalmente são aqueles com baixa liquidez. Ou seja, para que você tenha um retorno considerável, vale se planejar para investir em ativos com liquidez mais longa. 

Investimentos com baixa liquidez também são aqueles que podem oferecer mais riscos, já que a rentabilidade será maior. Portanto, é importante entender o seu perfil de investidor, para ter certeza se tem disposição e paciência para lidar com esse desafio. 

Quando você investe em ativos de baixa liquidez, você deverá manter o seu dinheiro investido por muitos anos, ou até décadas, portanto, são recomendados para objetivos de médio e longo prazo, já que precisam de mais tempo para retornar toda a rentabilidade esperada. 

Já os investimentos com alta liquidez, normalmente são aqueles que oferecem rendimentos mais modestos e estão disponíveis para serem retirados de forma prática. E normalmente não oferece perda financeira caso seja retirado.

Investimentos com alta liquidez são recomendados para objetivos de curto prazo e reserva de emergência. Esse tipo de investimento oferece menos riscos, então são mais recomendados para investidores com perfil conservador.  

Recomenda-se ter entre 6 a 12 meses do seu custo de vida mensal guardado na reserva de emergência, dependendo do seu perfil de investidor, para que você consiga se manter caso aconteça algum imprevisto, como perda de emprego ou alguma doença. 

Tipos de liquidez

A liquidez pode ser classificada em alguns tipos diferentes, que variam de acordo com o tempo que é necessário para converter o seu investimento em dinheiro na conta. 

Os principais tipos de liquidez são:

  • Diária ou D+1: é aquela em que você consegue resgatar o seu investimento no dia seguinte após a solicitação. O Tesouro Selic oferece esse tipo de liquidez. 
  • Imediata ou D+0: essa liquidez é a que permite você ter acesso ao dinheiro de forma instantânea, como a poupança. 
  • No vencimento: o dinheiro só pode ser resgatado na data de vencimento, como no caso de LCIs ou LCAs.
  • D+30: títulos que são resgatados apenas 30 dias depois da solicitação, como alguns fundos de investimento. 
  • Nula ou ativos ilíquidos: não há um prazo definido para o dinheiro estar à sua disposição, como os investimentos em empresas de capital fechado, conhecidos como Private Equity e Venture Capital

Investimentos mais ou menos líquidos

Para entender qual é o melhor tipo de liquidez para você, é preciso ter muito claro qual o seu objetivo com determinado investimento. Será uma nova aquisição no curto prazo, como uma TV, viagem ou um novo computador? 

Ou será algo mais a médio prazo, como a reforma da casa ou troca do carro? Também pode ser um objetivo de longo prazo, como adquirir o primeiro imóvel ou até mesmo se aposentar. 

Com essa informação clara nas mãos, fica mais fácil de escolher o investimento que oferece a melhor relação entre rentabilidade x risco x liquidez. 

  • Poupança: a poupança é um investimento que oferece liquidez instantânea. Você pode retirar o dinheiro a hora que quiser, 7 dias por semana. Precisa apenas ficar atento para não perder a rentabilidade, já que o valor investido rende apenas no aniversário, 30 dias após o aporte;
  • Títulos públicos: o Tesouro Selic oferece liquidez diária; já o Tesouro Prefixado e o Tesouro IPCA tem data de vencimento e pode haver perda de rentabilidade caso o valor investido seja resgatado antes;
  • CDB: os Certificados de Depósito Bancário são investimentos em renda fixa, de baixo risco e baixo retorno, que oferecem vencimentos variados, mas normalmente com liquidez diária;
  • LCIs e LCAs: as Letras de Crédito Imobiliário e Letras de Crédito do Agronegócio normalmente oferecem liquidez apenas na data de vencimento. No entanto, há modalidades com liquidez diária após transcorrido um períodode 90 dias. A vantagem das LCIs e LCAs é a isenção do imposto de renda;
  • Letra de Câmbio: investimento com liquidez bem baixa, já que oferece rentabilidade convidativa. O contraponto é ter o tributo de IR sobre os ganhos;
  • Fundos de investimentos: a liquidez pode variar muito em fundos de investimentos, pois dependem do tipo de fundo escolhido: renda fixa, títulos públicos, ações, fundos de investimento em participações (FIPs) entre outros;
  • Previdência Privada: o investimento da aposentadoria. No longo prazo, a rentabilidade pode ser interessante, mas é preciso manter o saldo no longo prazo para não perder rentabilidade com resgates intermediários, por isso, é considerado um ativo de liquidez baixa;
  • Ações: ações listadas que fazem parte do índice Ibovespa podem oferecer liquidez mais alta, já que há um alto volume de operações. Os papéis de empresas menores, também conhecidas como small caps, são menos negociadas na bolsa, oferecendo uma liquidez um pouco menor;
  • Investimentos alternativos: esses ativos estão começando a ganhar espaço no mercado brasileiro. Venture Capital e Private Equity são investimentos em empresas de capital fechado, mas em estágios diferentes de desenvolvimento. Eles oferecem baixa liquidez, já que o objetivo é investir no crescimento da empresa no longo prazo. São investimentos com potencial de grandes retornos. 

Diversifique os investimentos

Uma forma interessante de potencializar os ganhos e ter flexibilidade com o seu dinheiro é diversificar os investimentos. Ou seja, escolher diferentes classes de ativos, que irão oferecer rentabilidades, riscos e liquidez variados. 

Assim, você consegue separar os investimentos de acordo com seus objetivos e direcionar uma parte para os objetivos mais imediatos, que irão precisar de alta liquidez e uma outra parte para os objetivos mais longos, que podem ser menos líquidos, mas poderão oferecer rentabilidades muito maiores para lhe ajudar a atingir seus objetivos no futuro. 

Se interessou em aprofundar seus conhecimentos sobre liquidez e avaliar novas opções de ativos para compor sua carteira? Veja as oportunidades abertas na beegin.

Perguntas Frequentes

O que é liquidez?

De forma simples e direta, é a velocidade com que você consegue converter o seu investimento em dinheiro na conta, disponível para ser usado a qualquer momento, da maneira que você quiser. 

O que é liquidez diária?

é aquela em que você consegue resgatar o seu investimento no dia seguinte após a solicitação. O Tesouro Selic oferece esse tipo de liquidez

O que é liquidez null?

não há um prazo definido para o dinheiro estar à sua disposição, como os investimentos em empresas de capital fechado, conhecidos como Private Equity e Venture Capital.

Crédito da foto: Business photo created by pressfoto – www.freepik.com

Como investir em startups

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.