Ponto de equilíbrio contábil: o que é e como calcular

ponto de equilíbrio contábil

Um dos primeiros grandes objetivos dos empreendedores é conseguir chegar ao ponto de equilíbrio contábil. Ou seja, ter uma receita recorrente que seja igual ao valor de custos e despesas da empresa. 

Isso é desafiador porque no início da operação é preciso investir um alto valor para dar tração ao negócio, fazer com que o produto inicial tenha aceitação no mercado e comece a faturar. 

Conseguir alcançar esse objetivo é sinal de que a empresa está no caminho certo e poderá seguir investindo, com o objetivo de chegar ao lucro e poder expandir suas operações. Por isso, é importante entender como esse conceito funciona e qual é sua fórmula. 

O que é o ponto de equilíbrio contábil? 

O ponto de equilíbrio contábil é quando a receita da empresa se iguala ao total de custos e despesas mensais, permitindo que a operação se pague sem gerar prejuízo aos seus fundadores e sócios. 

Saber qual é o ponto de equilíbrio contábil da empresa é importante para poder haver um planejamento de quanto é necessário faturar para conseguir pagar as contas mensais em dia. 

A fórmula para chegar ao ponto de equilíbrio contábil é custos e despesas fixa / margem de contribuição. A margem pode ser representada por número ou porcentagem. A margem de contribuição indica quanto o lucro de um produto contribui no pagamento das despesas fixas. 

Com esse número em mãos, é possível fazer projeções e estabelecer metas para que a empresa consiga chegar ao lucro, pensar em expandir a operação e até mesmo começar a atrair a atenção de investidores qualificados buscando oportunidades com potencial de crescimento. 

Para que serve o ponto de equilíbrio contábil?

O objetivo do ponto de equilíbrio contábil é ser uma referência para que os donos da empresa saibam o que precisam vender e faturar mês a mês para garantir o pagamento das contas. 

Não deve ser classificado como meta, apenas o mínimo necessário a ser feito para garantir que o negócio está no caminho certo e pode ser sustentável e até mesmo gerar lucro. 

Com esse número em mãos, a empresa pode analisar se os custos estão dentro do planejado ou se há espaço para algum tipo de corte pensando em economia de caixa. E, desde o começo, é importante ter as contas sob controle e organizadas já pensando na expansão da operação. 

Um ponto a ser avaliado e que pode indicar o tamanho do risco envolvido no negócio é o valor necessário para atingir esse ponto de equilíbrio. Quanto mais cara for a operação, mais difícil é mantê-la saudável financeiramente. 

Se for um ponto de equilíbrio mais conservador e que possa ser alcançado de forma mais simples, pode oferecer menos risco aos donos da empresa e também menos pressão por grandes resultados logo no começo. 

Diferença entre ponto de equilíbrio contábil, econômico e financeiro

Conhecido como breakeven point, o ponto de equilíbrio contábil é o mais popular para as empresas, e também o mais simples de acompanhar. Porém, existem outros dois que também são importantes: ponto de equilíbrio econômico e ponto de equilíbrio financeiro. 

Existem algumas diferenças conceituais entre eles que é importante conhecer. São usados em momentos diferentes. 

O ponto de equilíbrio econômico considera o custo de oportunidade em seu cálculo. Ou seja, a correção monetária que deve ser acrescentada às despesas fixas é levada em consideração durante os cálculos. 

A fórmula para o ponto de equilíbrio econômico e custos fixos + lucro desejado / margem de contribuição. 

Já o ponto de equilíbrio financeiro é semelhante, porém apresenta algumas diferenças. Não são considerados todos os gastos não reembolsáveis e a fórmula inclui a depreciação de ativos. Ficaria custos fixos – (depreciações + dívidas pagas) / margem de contribuição. 

Ter esses números de forma organizada pode ajudar na expansão da empresa e na realização de metas mais ousadas. Isso pode levar a um crescimento do portfólio de produtos, expansão das operações e até a entrada de investidores por meio de ações de crowdfunding. 

E, futuramente, a negociação de ações da empresa em bolsa ou mercado de balcão organizado. Ou seja, o ponto de equilíbrio contábil pode ser a base de um bom planejamento. 

Agora que você já tem informações para começar, fique de olho nas oportunidades de investimento disponíveis na beegin. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.