Por que equity crowdfunding rende mais que a bolsa?

por que o equity crowdfunding rende mais que a bolsa de valores
beegin -invista em startups

Sempre falamos sobre o potencial de rentabilidade do equity crowdfunding por aqui, mas vamos entender de fato o que acontece e o que torna essa modalidade tão atrativa e com possibilidades de alcançar rentabilidades maiores que a bolsa de valores?

Olá investidor!

Quando falamos do investimento em empresas de capital fechado, o venture capital e private equity, estamos falando em injetar recursos na empresa em troca de uma participação societária. O retorno do investimento, neste caso, vem do crescimento do negócio. 

O Venture Capital se diferencia do Private Equity por ser um investimento em empresas mais incipientes, ainda em busca de um modelo de negócios e, na maioria das vezes, são de base tecnológica. E por que existe a perspectiva de maior retorno quando comparado a bolsa de valores? 

Para uma empresa realiza o IPO (Oferta Pública Inicial) na bolsa de valores, ela já possui uma estrutura robusta e um nível de governança corporativa mais avançado, pois listar as ações não é um processo simples. São realizadas diversas auditorias e etapas para a empresa conseguir abrir capital na bolsa. Ou seja, são empresas mais maduras que, claro, têm perspectivas de crescimento, mas não tão acentuadas como uma empresa que está no início do seu ciclo de vida.

E uma das formas de captar investimento em private equity e venture capital é por meio do equity crowdfunding, uma plataforma online de investimento coletivo onde o investidor pode encontrar negócios promissores, desde startups até empresas que já tiveram o seu modelo validado pelo mercado, e estão captando recursos para investir em uma nova fase de crescimento. 

E é por isso que o equity crowdfunding tem maiores possibilidades de retorno do que a bolsa de valores. Só que você também precisa saber sobre os riscos. Mas antes, já se inscreve aqui no canal e curte esse vídeo!

Dados mostram que de 80% a 90% das startups vão à falência, e uma forma de mitigar esse risco é a diversificação. Não invista em apenas 1 negócio, diversifique em 8, 10, 12… E se pelo menos 1 deles der certo, pode compensar o investimento inicial. 

Agora que você já sabe porque a expectativa de retorno nessa classe de ativos é maior do que na bolsa de valores, eu vou trazer dados de uma pesquisa realizada pela INSPER, SPECTER INVESTMENTS e ABVCAP, que mostra a performance dos fundos Private Equity e Venture Capital no Brasil de 1994 até 2018

Os dados mostram que os fundos apresentam possibilidades de gerar excelente desempenho, com uma TIR (taxa interna de retorno) média de 40,6% no Brasil e 36,7% nos Estados Unidos. 

Considerando o prêmio de risco, que é a diferença entre a rentabilidade oferecida por uma aplicação sem risco, que no caso brasileiro costuma-se considerar a taxa Selic, principal indexador dos títulos públicos, em comparação com o retorno de outra aplicação mais arriscada. Chegamos assim a um percentual de rentabilidade média anual no período de 2008 a 2018, de 19 pontos percentuais acima do IBOVESPA. 

Esses dados só reafirmam que de fato as possibilidades são positivas e que os investimentos nessa modalidade são promissores, não é mesmo? 

Clique aqui nesse link para ver as oportunidades de investir na beegin, nossa plataforma de equity crowdfunding. Se ainda tem dúvidas sobre a segurança dessa modalidade, clique aqui para você saber mais sobre!
Até o próximo vídeo!

Como investir em startups

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.