Rodadas de investimentos em startups: o que é e como funciona

Rodadas de investimento em startups
beegin -invista em startups

As startups que estão iniciando seu processo de criação do produto, elaborando seu MVP e tentando chegar ao product market fit, vislumbram o início das rodadas de investimento, que poderão alavancar os negócios. 

Mas o que são essas rodadas de investimento e para que servem? Como o próprio nome já diz, são fases diferentes de investimentos recebidos pelas startups, dependendo do estágio em que estão de desenvolvimento. 

É importante entender o que são essas rodadas e como elas funcionam para saber melhor como funciona esse processo de desenvolvimento da empresa e também de seus produtos e tecnologias. 

O que são rodadas de investimento em startups

As rodadas de investimento em startups são feitas normalmente por algum fundo de venture capital ou até mesmo por grupos de investidores independentes, em estágios mais iniciais. Trata-se de um aporte financeiro para financiar o desenvolvimento de produto, expansão de time, infraestrutura e serviços. 

Ao receber esse capital, a empresa corre atrás para alcançar alguns resultados específicos que a levariam a avançar para a próxima rodada de investimento. 

Normalmente, os investimentos começam pelo capital semente ou investimento anjo e vai avançando gradativamente pelas séries A, B, C e assim por diante. 

Muitas dessas startups têm o objetivo de serem avaliadas em mais de US$ 1 bilhão e serem consideradas unicórnio, como é o caso do Nubank e do Quinto Andar. 

Tipos de rodadas de investimento

As rodadas de investimento variam de acordo com o estágio de desenvolvimento da startup. Vamos entender melhor cada uma delas. 

Investimento anjo

Para empresas bem no início da operação, quando ainda precisam viabilizar o desenvolvimento do produto e até mesmo a infraestrutura necessária para essa ação, como a criação do time.

Pode ser feito por pessoas físicas, conhecidos dos fundadores da empresa e pequenos investidores profissionais. 

Capital semente

Também conhecido como seed money, atende empresas em estágio inicial. Essa fase pode ser dividida em rodada pré-seed e seed. 

Na rodada pré-seed, o investimento varia entre R$ 100 mil e R$ 400 mil. Já na rodada seed, esse valor pode variar entre R$ 400 mil e R$ 2 milhões. 

Série A

A rodada de série A atende empresas que já conseguiram o product market fit e estão em busca de expansão. Podem ser pequenas e médias empresas, também conhecidas como scale ups, pelo seu potencial de expansão. 

Essa fase costuma levantar valores entre R$ 2 milhões e R$ 20 milhões. Plataformas como a beegin podem realizar parte desse investimento, desde que respeitado o valor máximo de R$ 5 milhões captados estabelecidos pela regulação.  

Série B

Com o objetivo de expandir a operação e profissionalizar o serviço, essa rodada é feita por fundos de private equity, tanto brasileiros quanto internacionais, além de family offices. 

Essa rodada pode captar até R$ 100 milhões e os recursos são destinados a expansão do time, da estrutura e do alcance do produto. 

Séries C, D, E

As rodadas de investimento a partir da série C já atende empresas mais estabelecidas e são realizadas por fundos de private equity. Além da expansão do negócio, essa rodada também pode ser usada para a aquisição de outras empresas. 

Como participar das rodadas de investimento

Rodadas de investimento em venture capital e private equity são feitas por esforço restrito, ou seja, não são públicas. A exceção é quando, pelo porte da empresa, a rodada pode ser aberta em uma plataforma de equity crowdfunding. Por isso, é preciso procurar fundos ou plataformas que estão à frente desse processo para poder participar. 

Agora que entendeu mais sobre as rodadas de investimento, confira as melhores empresas para investir na beegin.

Perguntas frequentes

Quais são as rodadas de investimento?

As rodadas de investimento variam de acordo com o estágio de desenvolvimento da startup. Deste modo, temos investimento anjo, seed money, série A, série B e série C em diante

Como funciona uma rodada de investimento?

As rodadas de investimento são de esforço restrito, então o investidor precisa estar envolvido em um grupo de anjos ou um pool de investidores para participar. As ofertas só são publicas quanto realizadas em plataformas de equity crowdfunding.

Quanto tempo dura uma rodada de investimento?

O tempo varia de acordo com a rodada, dependendo de fatores como a atratividade do investimento ou o quanto a empresa está organizada para a rodada.

Como investir em startups

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.