Após rever frete grátis no Brasil, Shopee dispensa 50

Após os primeiros anos de atuação no Brasil tendo o frete grátis como um dos atrativos, a plataforma de marketplace Shopee, de Cingapura, dá os primeiros sinais de desgaste no País. Nesta semana, demitiu cerca de 50 dos cerca de 1,5 mil funcionários que a companhia, com dois escritórios na capital paulista, afirma ter por aqui.

As demissões foram atribuídas à rotatividade, e não à recente mudança na política de frete. “A Shopee continua crescendo no Brasil”, declarou em nota, acrescentando ter mais de 100 postos em aberto. Conforme apurou o Estadão, a Shopee também dispensou cerca de 100 prestadores de serviço temporários em um centro de distribuição de Barueri (SP).

O frete grátis já vinha sendo tratado por especialistas como uma cartada para ampliar a base de clientes insustentável a longo prazo.

A mudança na estratégia fez com que consumidores começassem a criticar a marca nas redes sociais. O frete grátis para todas as compras ajudou na ampliação de sua base de clientes, mas era mostrava insustentável a longo prazo.

A companha também é alvo de críticas por ser supostamente conivente com a venda de produtos importados sem aderir todas as taxas e requisitos legais no país.

Seja sócio das empresas do futuro com a beegin.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.