Startup unicórnio: quais são elas e o que significam

Startup unicórnio

As startups conseguem alavancar seu crescimento a partir de investimentos feitos por fundos de venture capital que apostam em seus produtos. Isso faz com que elas cada vez mais se tornem startup unicórnio. 

E o que é uma startup unicórnio? É uma empresa avaliada em, no mínimo, US$1 bilhão antes da oferta pública de ações (IPO). É o caso, por exemplo, da fintech Nubank.

Esse é um conceito relativamente recente, mas é importante entendê-lo para ficar por dentro do mundo das startups e suas rodadas de investimento

O que é uma startup unicórnio

A startup unicórnio é uma empresa avaliada em pelo menos US$1 bilhão antes de realizar o seu IPO e entrar no mercado de ações da bolsa de valores

E como se chega a esse valor de mercado? Isso é feito a partir de projeções entre fundadores e investidores, como os de venture capital e private equity, que projetam o potencial de crescimento do negócio para os próximos anos. 

O processo de valuation é feito depois que a empresa já conseguiu o product market fit, tem um produto estabelecido no mercado e está na fase de melhorar esse produto e expandir o seu portfólio. 

Esses indicadores atraem investidores que acreditam no potencial de expansão do negócio e apostam nele, na expectativa de obter lucro futuramente com a possível valorização da empresa. 

O termo surgiu a partir do artigo Welcome to the unicorn club: learning from the billion dollar startups (“Bem-vindo ao clube dos unicórnios: aprendendo com as startups de um bilhão de dólares”). Escrito pela investidora americana Aileen Lee, trouxe o conceito que se tornou popular com a expansão do mercado digital. 

Qual o segredo de uma startup unicórnio?

Empresas com esse potencial de crescimento e tão atraente para os mais variados fundos de investimento chegam a esse patamar seguindo alguns passos em comum. 

  • Foco no produto: a principal entrega da empresa é um produto de qualidade, que passará por iterações constantes e melhorar de forma contínua. 
  • Foco no longo prazo: priorizam ações que irão trazer retorno no longo prazo, mesmo que pareçam impopulares no começo. 
  • Orientada a resultados: o objetivo é resolver uma dor do usuário de forma escalável, chegar a cada vez mais pessoas. Por isso, o foco sempre em dados e no resultado. 

Em 2013, quando Aileen Lee mapeou o total de unicórnios, chegou a 39 empresas. Já em levantamento feito em janeiro de 2020, pela consultoria CB Insights, esse número já estava em 442 no mundo. 

Quer saber ainda mais sobre o mundo dos investimentos alternativos e do mercado financeiro em geral? Fique de olho nos conteúdos gratuitos e cursos oferecidos pela Solum.ed

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.